Após seis meses de sessões remotas, Senado faz votações presenciaisAgência Brasil

VOTAÇÃO PRESENCIAL - Depois de seis meses de sessões remotas por causa da pandemia do coronavírus, o Senado voltará a fazer nesta semana, votações presenciais. O retorno temporário, previsto para ocorrer entre esta segunda-feira (21) e a próxima sexta (25), ocorre para análise de indicados para embaixadas brasileiras no exterior, para o Superior Tribunal Militar e para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A última atividade presencial no Senado foi em 17 de março: uma reunião da comissão mista que analisava a MP (Medida Provisória) 905 de 2019, que estabelecia uma nova modalidade de contrato de trabalho. Na ocasião, os congressistas aprovaram o parecer da comissão a favor da proposta.

Pelo regimento do Senado, essas votações precisam ser secretas, por motivos de segurança. Por isso, não é possível realizar a sessão no sistema de deliberação remota. 

Nesse sistema, poucos senadores e servidores ficam presencialmente em uma sala do Senado, enquanto os demais participam de suas casas ou gabinetes.

Na próxima semana, os parlamentares devem voltar ao sistema de deliberação remota.