Auditoria em empresa que controla Dpvat encontra R$ 1 bilhão em inconsistênciasAgência Brasil
DPVAT - A consultoria KPMG mostrou inconsistências financeiras e administrativas na Seguradora Líder, responsável por controlar o Dpvat. Os problemas podem superar R$ 1 bilhão, segundo divulgou o jornal Folha de S. Paulo. O estudo foi solicitado em 2017 pela atual direção da empresa e avaliou documentos desde 2008 até o ano em questão.

O relatório, com mais de 1000 pagínas, encontrou concentração no pagamento de sinistros em um pequeno número de médicos, gastos excessivos no pagamento de advogados e até compra de garrafas de vinho e de um veículo usado pela esposa de um ex-diretor da empresa. Problemas de controle interno também foram apontados.

"Em 2017, com a entrega do relatório sobre a análise documental, foram adotadas todas a medidas administrativas e de compliance cabíveis, alinhadas com os valores de retidão e transparência que norteiam a administração da Seguradora Líder", afirmou a Seguradora Líder, em nota, também publicada pela Folha de S. Paulo.