Estivadores viram réus por invasão a navios no Porto de Santos


43 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 09/12/2019 às 22:29
Estivadores viram réus por invasão a navios no Porto de Santos Divulgação/Sindicato dos Estivadores de Santos e Região

PORTO - Doze estivadores viraram réus após serem denunciados pelo Ministério Público Federal pela ocupação de dois navios no Porto de Santos, no final do mês de outubro. A ação foi instaurada na última sexta-feira pela 5ª Vara Federal de Santos.

De acordo com o MPF, os estivadores interromperam as atividades de carga e descarga, além de terem ignorado as normas de acesso aos terminais. Eles também são acusados de terem violado uma liminar de proteção proferida a pedido de uma das empresas operadoras para evitar ações como as que foram registradas na ocasião no Porto.

Em contrapartida, os diretores do Sindicato dos Estivadores (Sindestiva) alegam que as embarcações estavam sendo operadas sem mão de obra especializada, sem equipamentos de proteção e com trabalhadores em situação irregular.

Nas duas ocasiões, os sindicalistas foram presos em flagrante e, depois, liberados após pagamento de fiança. No primeiro episódio, no dia 25 de outubro, o Sindestiva arcou com o pagamento de aproximadamente R$ 12 mil para a soltura do grupo. Já dois dias depois, eles foram liberados após o pagamento de R$ 11,4 mil.

Na denúncia do MPF, o órgão aponta que os delitos foram praticados no contexto da disputa entre o Sindestiva e empresas operadoras dos terminais sobre a contratação de mão de obra. Os réus deverão responder pelo artigo 202 do Código Penal: invasão de estabelecimento industrial, comercial ou agrícola.

O Sindestiva ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.