Guarujá: Guarda Civil Municipal recebe mais 62 armasHygor Abreu/Prefeitura Municipal de Guarujá
GUARUJÁ - Às vésperas da temporada de verão, a Prefeitura de Guarujá equipa a Guarda Civil Municipal (GCM) com mais 62 pistolas calibre 380. O armamento foi entregue em cerimônia realizada pela Secretaria de Defesa e Convivência Social (Sedecon), na sede da GCM. Atualmente, 140 agentes já estão habilitados a usar arma de fogo.

Essas novas armas se somam a outras 35 entregues em março, totalizando 97 pistolas. O armamento da Guarda Civil Municipal contribui com uma maior sensação de segurança à população e, também, possibilita ao agente uma atuação mais efetiva em locais de comprovados índices de criminalidade. No mês passado, a corporação recebeu 50 coletes balísticos.

O prefeito Válter Suman ressaltou a importância de uma Guarda bem equipada e preparada para garantir a segurança da Cidade. “Segurança é um item fundamental, e isso passa pela ampliação do efetivo da GCM, oferecendo mais condições de trabalho, treinamento e parceria com outros setores de segurança. Tudo isso é fruto de muito trabalho”, destacou Suman lembrando a parceria dos vereadores, já que as armas são fruto de reservas da Câmara Municipal.

O Decreto nº 12.381/2017 regulamentou o uso de arma de fogo de calibre permitido pela GCM de Guarujá. Há oito meses armada, a Guarda Civil Municipal iniciou importantes ações, entre elas a operação permanente para reprimir invasões de áreas remanescentes de Mata Atlântica, no Jardim Enseada; e também o combate à receptação de fios de cobre e cabos furtados de empresas de serviço.

“Hoje a GCM é protagonista do sistema de segurança pública de Guarujá. Estamos dando condições de segurança para que os guardas possam exercer a sua função. Segurança não é uma questão do Estado, mas responsabilidade do Município também”, afirmou o titular da Sedecon, Luiz Cláudio Venâncio Alves.

Da mesma opinião compartilha o diretor da Guarda Civil Municipal, Luiz Carlos Mariano. “É momento de reconhecimento e fortalecimento da instituição. Há tempos perseguimos essa valorização, que hoje se torna realidade”, comemorou.

Para ter autorização para o porte, o guarda deve realizar um treinamento técnico de 100 horas para porte de armas semi-automáticas. A instrução é regulada pela Polícia Federal e é composta por duas etapas, uma teórica e outra prática.

Na teórica, os GCMs aprendem sobre legislação brasileira; normas de segurança; conduta; nomenclatura e funcionamento de peças.Já na prática, são instruídos sobre Resolução de Planos, Manuseio e Manutenção. Além disso, realizam o teste de tiro em alvos de silhueta humana, com 20 disparos, e também, em alvos de quatro cores, com 24 disparos.

As atividades são realizadas na sede da GCM e também na Base Aérea de Santos, em Guarujá. O treinamento conta com o apoio da Guarda Civil Municipal de Campinas.