Guarujá: estudante escapa da morte após explosão em casa; vídeo


19 dias atrás
Por: Ted Sartori/#Santaportal - Em 25/11/2019 às 13:24

GUARUJÁ - Manuela Reinert Gonzalez nasceu em 25 de fevereiro de 1996. No entanto, a estudante de 23 anos incluiu mais uma data natalícia em seu calendário: 22 de novembro de 2019. Um vazamento de gás em um sobrado em que ela morava em Guarujá causou uma explosão e uma série de queimaudras no corpo. A jovem está internada na UTI do Hospital Ana Costa, em Santos, após receber os primeiros atendimentos na UPA da Enseada. Não há previsão exata de alta. Veja no vídeo acima, cedido pela página TV Guarujá News.

"É uma espécie de renascimento. Posso imaginar milhões de formas de quanto isso poderia ter sido muito pior. Mas agora estou bem", disse Manuela, em contato com o #Santaportal , por intermédio de César, o pai. Ele, que é médico, e a mãe Denise pegaram o primeiro voo desde Brasília, onde residem, e chegara na tarde de sábado (23) para ajudar a filha nos cuidados diários durante o dia. O namorado Henrique fica à noite. Na última semana, ele estava na casa e também perdeu seus pertences no incêndio.

Por volta das 19 horas da última sexta-feira (22), Manuela havia chegado de mais uma aula na Unoeste, de Guarujá, na qual cursa Medicina. Quando abriu a porta de casa, sentiu um forte cheiro de gás. Ela deixou a porta aberta, mas a primeira reação foi procurar o local do vazamento.

"Quando cheguei perto do fogão, ele explodiu. A casa começou a pegar fogo muito rapidamente porque o vazamento estava acontecendo há muito tempo, aproximadamente umas quatro horas", detalhou a jovem. "Não fiquei inconsciente em nenhum momento", emendou.

A estudante usou uma jaqueta para salvar a si própria e à cadela Cristal, que estava na parte externa - caso contrário poderia ter morrido por asfixia - e acabou fugindo para longe em função do grande susto, mas já foi encotnrada, está sendo bem cuidada pelo proprietário de um café em Guarujá e voltará para a dona quando ela receber alta.

"Assim que me dei conta, eu estava em estado de choque. Comecei a tirar meus aneis e pulseiras. Sabia que os locais iriam inchar. Minha pressão caiu e aí deitei e levantei a perna para tentar manter a instabilidade da consciência", conta Manuela. "Sinto dor ainda. As queimaduras foram extensas e causaram muitas bolhas", emendou.

Os vizinhos chamaram uma ambulância, porém a demora fez com que a estudante pedisse para que fosse levada por um deles de carro até a UPA Enseada. "Os remédios estão me ajudando muito. Não conseguia me mexer para nenhum lado, sempre na mesma posição. Estamos de olho para ver se nenhuma infecção vai surgir. A cada dia estou melhor. Agora, por exemplo, consigo abrir os olhos", detalhou. 

O coração de Manuela também foi aberto para todos que a ajudaram. "Só tenho a agradecer a todos, meus vizinhos, colegas de sala, pais e meu namorado. e esperar a recuperação". Agora, é aguardar que a jovem seja presenteada em 2020 com dois bolos de aniversário, um para cada dia de seu nascimento.

noticia201911254059612.jpg
Reprodução/Arquivo Pessoal

noticia201911254119143.JPG
Reprodução/Arquivo Pessoal