"É difícil priorizar o esporte dentro das prioridades", diz Ana Moser, bronze com o vôlei em Atlanta


27 dias atrás
Por: Ted Sartori/#Santaportal - Em 22/08/2019 às 20:03
"É difícil priorizar o esporte dentro das prioridades", diz Ana Moser, bronze com o vôlei em Atlanta Isabela Carrari/Divulgação Prefeitura Municipal de Santos

ESPORTE - Medalha de bronze com a seleção feminina de vòlei nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, a ex-jogadora Ana Moser acredita que o Brasil perdeu a chance na década esportiva que viveu de estabelecer um plano nacional de esporte. Ela esteve em Santos na terça-feira (20) para o I Seminário ‘Educação Física em Destaque: promovendo escolas ativas’, realizado pela Secretaria de Educação de Santos.

"Não temos um sistema nacional de esporte. A senadora Leila (bronze no vôlei na mesma olimpíada) está procurando fazer no Senado essa revisão da legislação que está circulando em gavetas e comissões há alguns anos no Congresso e, especialmente, o plano nacional, que é uma obrigação do Executivo apresentar. Tenho participado dessas discussões dsde 2000 e avançamos um pouco, mas ainda tem muito a avançar", afirma.

Ana acredita que o esporte de rendimento é muito valorizado, mas representa pouco no universo geral de uma população enorme como a do Brasil. "A única prioridade que se tem no esporte é o olímpico, de rendimento, que é importante, mas que acaba sendo uma consequência, um filão, uma fatia muito pequena. Fala-se em 4% da população ativa desse universo de esporte de elite. É importante, mas em termos de democracia, em termos de direitos de todos, de desenvolvimento a partir do esporte, que outras questões têm de ser colocadas. Mas a gente sabe que é difícil priorizar o esporte dentro das prioridades", avalia.

Ana Moser criou em março de 2001 o Instituto Esporte e Educação (IEE). Desde outubro do ano passado, o IEE está realizando o projeto Rede de Parceiros Multiplicadores do Esporte Educacional, formando 77 professores de 45 escolas municipais de Santos, com a participação dos núcleos do programa Escola Total/Jornada Ampliada, e 16 professores de cinco unidades de Cubatão. Serão dez módulos até março de 2020 e já ocorreram cinco. Em todo o Brasil, 50 municípios são beneficiados com a ação.

"De maneira geral, o que a gente faz é chegar de forma positiva no Poder Público. Aí nossa relação é maior com os municípios, todas as cores, crenças e tempos. Já trabalhamos com municípios por duas, três gestões diferentes, independentemente da linha política. Nosso compromisso é com a educação, com os alunos, professores, com o esporte, respeito e com a cidadania", explica a ex-jogadora.

No vídeo abaixo, a entrevista completa com Ana Moser

Colaobrou Anderson Firmino, da Agência Só Esportes