Para zerar espera por cirurgias, Praia Grande faz parceria com Santa Casa de Santos


23 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 02/08/2019 às 11:08
Para zerar espera por cirurgias, Praia Grande faz parceria com Santa Casa de Santos Divulgação

SAÚDE - A Prefeitura de Praia Grande está investindo recursos próprios na ordem de R$ 4 milhões para equacionar a demanda reprimida e zerar a fila de espera de cirurgias eletivas. Na prática, milhares de pessoas serão beneficiadas com a realização de exames e dos procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade. O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, acompanhado de representantes Secretaria de Saúde Pública da Cidade, da Santa Casa de Santos e vereadores praia-grandenses, anunciou ontem o início dos serviços, em solenidade realizada no Paço Municipal, no Bairro Mirim.

Para o desenvolvimento da ‘Ação Integrada de Cirurgias Eletivas’, a Administração Municipal abriu um chamamento público para credenciar empresas e instituições interessadas na realização dos procedimentos. A Santa Casa de Santos atendeu todas as exigências e especificações previstas no edital e será a responsável pelas cirurgias.

A partir de hoje, terá início a triagem dos pacientes que aguardam pelos procedimentos na Cidade e as avaliações cirúrgicas. O segundo passo será a realização de exames pré-operatórios obrigatórios para que o corpo clínico possa efetuar os procedimentos.

Neste primeiro momento, a Secretaria de Saúde Pública efetuou estudo e mapeou a necessidade da realização de cerca de 2 mil procedimentos, entre as cirurgias eletivas e os exames. Serão desenvolvidos diversos procedimentos, entre eles, consultas de cirurgias geral, vascular, cardiologia, ortopedia, oftalmologia, urologia; exames de tomografia, mamografia, ultrassonografia, ressonância magnética, angioplastia; cirurgias eletivas gerais, ginecológica, laqueadura, oftalmológica, vasectomia, pediátrica, otorrinolaringológica, entre outras.

Ao longo da Ação Integrada, Praia Grande arcará com recursos próprios com procedimentos que são de responsabilidades de Governo do Estado, entre eles estão exames de angiografia, arteriografia e cateterismo; cirurgias nas especialidades vascular e oncológica, entre outras.

“A Administração Municipal têm investido cada vez mais na área da Saúde, tanto na questão de prevenção e Atenção Básica quanto nas especialidades médicas e área hospitalar. A Cidade seguirá este trabalho para aprimorar os serviços e beneficiar a população. O acerto com a Santa Casa faz com que tenhamos a possibilidade de usar a retaguarda tecnológica da instituição”, explicou o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão.

Durante a assinatura do contrato, o administrador municipal praia-grandense confirmou ainda a ampliação do Hospital Municipal Irmã Dulce em mais 110 leitos. Ainda de acordo com o prefeito, no dia 9 serão abertos os envelopes para análise das propostas.

“Nos próximos meses a meta é executar todas essas cirurgias eletivas, mas para o futuro entendemos que a Ação Integrada deve ser um programa contínuo. Com a ampliação do Irmã Dulce, além da criação de novos leitos em outras unidades da região, a Baixada Santista deve equacionar esse problema de falta de leitos e, desta forma, solucionar essa questão das cirurgias eletivas. É preciso ter uma visão metropolitana na tomada das decisões”, disse Mourão.

O titular da Sesap, Cleber Suckow Nogueira, ressaltou que os procedimentos efetuados na Ação Integrada não utilizarão leitos regionais. “Praia Grande tomou todo cuidado necessário para evitar qualquer tipo de transtorno para as outras cidades. Não estamos utilizando leitos regionais, o que em nada afetará os serviços que são prestados na Santa Casa”.

O provedor da Santa Casa de Santos, Ariovaldo Feliciano, explicou que o hospital é referência na Região e que vem se modernizando ao longo dos últimos anos. O gestor elogiou a iniciativa da Prefeitura de Praia Grande. “Esse pode ser considerado um ‘case’ para outras cidades. Praia Grande está tomando todas as providencias e atitudes para beneficiar sua população”.