Briosa luta até o fim, mas fica no empate com a Inter de Limeira e é eliminada da A-2


132 dias atrás
Por: Rodrigo Martins/#Santaportal - Em 07/04/2019 às 21:14
Briosa luta até o fim, mas fica no empate com a Inter de Limeira e é eliminada da A-2 Alberto Ferreira/Agência Briosa

PAULISTÃO A-2 - A Portuguesa Santista lutou até o fim, mas não saiu do empate por 2 a 2 com a Inter de Limeira, na noite deste domingo (7), no Estádio Ulrico Mursa, e está eliminada nas quartas de final da Série A-2 do Campeonato Paulista.

A Briosa saiu atrás e chegou a virar o placar nos minutos finais, porém o Leão chegou ao gol de empate e, como podia até mesmo perder por um gol de diferença, acabou garantindo a sua classificação. No primeiro jogo, a Inter venceu por 2 a 0, na última quinta-feira (4), em Limeira.

Classificado, o Leão enfrenta o XV de Piracicaba, que eliminou o Juventus em plena Rua Javari, neste domingo, nas semifinais da competição.

O jogo
Precisando reverter a vantagem do adversário, a Portuguesa Santista começou a partida afobada e errando muitos passes, esbarrando na boa marcação do time visitante.

A vantagem da Inter de Limeira, que já era boa, ficou ainda maior quando o zagueiro Jean Pablo foi ao ataque, tabelo com Chumbinho e tocou com categoria, por cima do goleiro John, para abrir o placar aos 17 minutos.

O gol do Leão deixou o jogo ainda mais tenso. A necessidade do resultado fez o técnico Sérgio Guedes queimar a sua primeira substituição aos 24. O experiente volante Acleisson deixou o gramado para a entrada do meia-atacante Rayllan.

Com a alteração, a Briosa passou a ganhar um pouco mais de força no ataque e passou a encurralar a equipe do interior em seu próprio campo. O gol de empate quase veio aos 34. Após cruzamento da direita, Rodriguinho tentou o carrinho e não acertou a bola, mas Diego Palhinha tocou para o gol. Porém, o lateral-direito Alison estava atento na cobertura e evitou o gol, desviando a bola para escanteio.

Aos 38, o clima “esquentou” após uma falta no campo de defesa da Inter de Limeira. O volante França, do Leão, e o atacante Rodriguinho, da Portuguesa Santista, se desentenderam e o árbitro Vinicius Furlan expulsou os dois.

Sem um homem de referência no ataque, o treinador rubro-verde fez a sua segunda substituição ainda antes do intervalo. Aos 42, o volante Tufa saiu e o centroavante Daniel Bueno foi para o campo.

A pressão da Briosa fez a equipe criar boas oportunidades no final do primeiro tempo. Aos 46, após escanteio cobrado pela direita, a bola sobrou para o zagueiro Balardin soltar uma bomba, mas Rafael Pin fez a defesa.

O “abafa” dos donos da casa foi premiado após o juiz assinar toque de mão de Alison na grande área. Aos 48, Carlos Alberto bateu o pênalti com categoria: 1 a 1.

Animada pelo gol de empate, a Portuguesa Santista voltou pressionando bastante. O time de Sérgio Guedes adiantou a marcação e tomou conta do meio-campo, afundando o adversário dentro de sua grande área.

Aos 12, Rômulo cruzou da esquerda e a bola passou por todo mundo na grande área, antes de sair pela linha lateral, em lance que poderia ter decretado a virada da Briosa.

Com o tempo passando e o adversário se defendendo bem, os jogadores da Portuguesa Santista já não pareciam ter o mesmo fôlego de antes, especialmente depois da metade do segundo tempo. Mesmo assim, eles continuaram lutando.

Aos 37, Carlos Alberto tirou dois marcadores para “dançar” e bateu para o gol, mas o seu chute saiu sem a força necessária para superar o goleiro Rafael Pin, que fez uma defesa tranquila.

Já nos acréscimos, aos 48, Rayllan insistiu no lance pelo meio e soltou a bomba, a bola desviou na zaga e ganhou altura, enganando o goleiro e batendo na trave. Esperto, Carlos Alberto foi mais rápido do que Rafael Pin e rolou para trás, encontrando Daniel Bueno livre para marcar: 2 a 1.

Faltando um minuto para o jogo acabar, a Briosa se mandou com tudo ao ataque e, na base do contra-ataque, PC aproveitou a confusão na área – além da falha do goleiro John – para empurrar a bola para o fundo das redes: 2 a 2 no placar final e Inter de Limeira nas semifinais da A-2 do Paulistão.