Pixabay Pixabay

Desmistificando a Meditação

Eu achava impossível conseguir meditar. Só de pensar em acalmar a mente e não pensar em nada já me fazia começar a pensar. Você é assim também? Então acompanha minha história.

Tentei por quatro vezes fazer diferentes tipos de yoga, por recomendação de minha terapeuta. Ela acreditava que eu precisava respirar melhor, meditar para acalmar a mente e eu poder tomar melhores e precisas decisões: ouvir, pensar e só depois agir. Bem, neste tempo, onde era executiva de uma empresa Franco-Japonesa, eu ouvia (só metade e não aceitava um não como resposta) e... agia! Agia com impulso e quase sempre o resultado era intenso, vamos dizer assim.

Deixando claro que recomendo a yoga, para mim trazia estresse, era lenta para meu estilo, não ter opção de aulas para quem está iniciando separado dos que já praticavam, não entender aqueles nomes indianos e o que o professor pedia e ter que ficar olhando o que o vizinho fazia para tentar fazer igual me dava um sentimento de fazer por fazer e isto não me atrai e não me acalma, me irrita! Lembro que até eu descobrir que pranayama era respiração, a aula já tinha quase terminado. Sem falar naquele começo e final da aula com tantas saudações, com tanto relaxamento, nossa! Aquilo não era para mim. Pensei: - Como vou fazer para melhorar minha ansiedade sem remédios?

Meditar, esta foi a resposta e, acreditem, praticar a meditação foi ótimo, principalmente quando entendi direito o que é “meditar”. Consegui achar meu jeito de meditar. Atualmente, acordar mais cedo para meditar faz meu dia ser melhor e mais produtivo. Mesmo sendo agitada, pensamentos rápidos, respiração curta e muito ansiosa, eu faço diariamente a meditação. A meditação, cientificamente comprovada, ajuda a clarear a mente, a tomar melhores decisões, a ver a vida sob um lado mais positivo, a ter um tempo só para você, a conexão entre o corpo, mente e espírito atua como um banho morno num dia longo e cansativo. Não precisa ser feito sob aspectos filosóficos, religiosos ou qualquer coisa assim. Faça ser simples e prazeroso. Ache seu jeito e curta.

Eu iniciei a meditação após ler um livro chamado o “Poder do Agora” de Eckhart Tolle, recomendo muito. Ajudou a entender que podemos iniciar com 1 minuto de meditação e aos poucos ir aumentando. Descobri também, que existe a meditação com o foco em algo, em prestar atenção no momento. Atualmente conhecido como mindfulness.

Deixe explicar, supondo que você está tomando café, mas pensando na agenda de tudo que ficou sem fazer, ou o que vai fazer com aquele problema, e por aí vai, é mente agitada e mente exausta em breve. Porém, tomar o café, apreciando o café, saboreando, sentindo o calor, o perfume, olhando sua cor, pensando no prazer deste momento, é meditar, isto é, mindfulness.

Se praticar a meditação e fizer disto um hábito diário, imagina o poder de concentração e foco que terá em qualquer situação de sua vida, quer seja em uma reunião de trabalho, onde você precisa de concentração, estar esperto e atento a tudo o que é falado, para processar as informações, observar e de preferência só falar se tiver certeza absoluta, ou quer seja com os filhos pequenos testando nossos limites 24h por dia, ou naqueles momentos de discussões calorosas, você conseguir, pela prática da meditação, mudar a chave da mente para raciocinar e não se contaminar com o clima “negativo” do momento. Poder se concentrar na respiração por alguns segundos e deixar passar como vento o que é ruim e captar o que tudo aquilo quer dizer de verdade, e decidir o que precisa ser dito ou apenas silenciado.

Eu comecei a praticar o mindfulness, intuitivamente, na pratica do pilates, me sentia bem, prestando atenção a cada detalhe do meu corpo, toda a orientação e atenção necessária faziam com que eu não pensasse em nada além dos exercícios, de me desafiar a ir mais profundo em meu “power house”, me sentia realizada e capaz de aguentar o dia numa boa. Não pensar em nada, mas em um propósito único, é meditar, é mindfulness.

Assim, pratique a meditação em um propósito, algo que quando você faz, não pensa em nada, aquele momento que é só seu. Pode ser pintura, jogo de palavras, boxe, ballet, crossfit, yoga, o que for. Depois disto, e sem pressão, vá fazendo meditação tradicional, prestando atenção no ritmo da respiração. Em seguida, comece a acordar 5 minutos antes, sente-se e tente acordar espreguiçando seu corpo, respirando profundamente algumas vezes sem pensar em nada, a não ser em acordar bem, acordar sorrindo.

A melhor maneira, e mais saudável de começar o dia é se espreguiçando, estique tudo, não deixe nada para amanhã, porque meditar é o agora.

Abraço apertado e ótima semana!

blog2019102855289.jpg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Elisabeth Victorazzi
  • Postado em: segunda-feira, 28 out 2019 08:53Atualizado em: segunda-feira, 28 out 2019 08:55
     
Sobre
Muito mais importante do que remediar é prevenir. Em saúde, este assunto é ainda mais importante. Aqui neste espaço você vai encontrar textos de gente que entende do assunto e promoção de uma vida saudável, no corpo e na mente.