Divulgação Divulgação

É possível prevenir o câncer?

Por mais que a medicina e seus tratamentos evoluam, o câncer ainda é uma doença associada com o medo e a ideia de incurabilidade. A preocupação com este mal e seus meios de prevenção são motivo de campanhas educativas e datas comemorativas durante todo o ano.

Para citar algumas das mais conhecidas, nos meses de outubro e novembro temos importantes campanhas de esclarecimento e prevenção do câncer de mama e de próstata. Outubro Rosa e Novembro Azul são marcos mundiais na conscientização e no esclarecimento sobre estas doenças que são muito sensíveis à prevenção e mesmo assim ainda acometem grande número de homens e mulheres em todo o mundo.

Cada tipo de câncer tem suas particularidades, atinge principalmente certos grupos, etnias e faixas etárias, tem evolução própria, determinados tratamentos aos quais respondem menos ou mais. O câncer é uma doença complexa que traz muita preocupação e necessita contínua atenção.

Há um ponto que não costuma ser frequentemente abordado mas é fundamental na prevenção e tratamento do câncer. Trata-se de algo simples, comum à maioria dos casos, e praticá-lo depende exclusivamente de cada um de nós. Vamos nos ater a essa questão. Sabe-se atualmente que das centenas de tipos de câncer, cerca de 5% são hereditários enquanto os restantes 95% dependem do estilo de vida.

Refletindo sobre esta situação, aparece uma pergunta poderosa, e mobilizadora: é possível prevenir o câncer? A partir dos anos 2000, com as conclusões do Projeto Genoma Humano, descobriu-se que a grande maioria dos casos de câncer tem causa epigenética, termo que vem das palavras 'epi' que significa acima de e 'genético' referente à genética humana. A conclusão: é fundamental cuidarmos do nosso estilo de vida. As escolhas que fazemos, o que iremos comer, fumar ou não, usar drogas ou não, fazer atividade física regular ou ser sedentários, ingerir bebidas alcoólicas em excesso ou não, usar fotoproteção solar ou não, gerenciar o estresse ou viver depressiva e ansiosamente, todas essas são escolhas, decisões de vida e que terão como consequência o surgimento ou não do câncer e também das demais doenças crônicas como o diabetes e a pressão alta etc.. Estes são os fatores epigenéticos. Essa descoberta trouxe para nós mesmos a responsabilidade sobre a nossa saúde e a qualidade de vida.

Existem os casos genéticos, uma minoria, e que também tem sua incidência reduzida quando levamos um estilo de vida saudável. No estado de plena saúde a nossa imunidade é praticamente perfeita. Nosso sistema imunológico sabe diferenciar células, substâncias e moléculas pertencentes ao nosso próprio organismo, e aquelas que são externas e necessitam ser combatidas e eliminadas.

Em algum momento a nossa imunidade pode se alterar, seja por estresse intenso, por erros alimentares, toxina ambientais, fumo, radiação, inflamação sistêmica decorrente da obesidade, também pelo processo natural do envelhecimento e então com a imunidade comprometida as células passam a sofrer alterações na divisão celular. Podem se dividir aceleradamente e adiar o processo de sua morte natural (chamada apoptose) e assim se transformam em células cancerosas que crescem desordenadamente e se espalham pelo organismo gerando as metástases que são invasões do câncer em outros órgãos.

Muitos tipos de câncer são mais comuns na sociedade atual do que antigamente. O fato de vivermos mais anos certamente faz com que haja mais mutações celulares e aumente e a incidência de câncer. Hoje também estamos muito mais expostos às toxinas ambientais, agrotóxicos, radiações, alimentos processados, temos um estilo de vida sedentário e todas essas causas, isoladamente ou em conjunto podem levar ao aumento dos índices de câncer. Os comportamentos de risco, por exemplo, com as relações sexuais junto a vários parceiros sem preservativo, na mulher pode levar a contaminação pelo papiloma vírus (HPV) e futuramente ao câncer de colo de útero.

A falta de prevenção pode aumentar a incidência de câncer de mama nas mulheres e nos homens do câncer da próstata. O tabagismo aumenta a incidência de câncer de pulmão, cavidade oral e bexiga além de outros, e a própria obesidade, tão crescente na atualidade aumenta a incidência de diversos tipos de câncer.

Quanto aos tratamentos, na atualidade são muito mais efetivos do que há anos ou décadas atrás. Medicamentos quimioterápicos, protocolos preventivos, rastreios e até mesmo tratamentos genéticos são ferramentas que fazem parte do moderno repertório da medicina. Também as cirurgias têm uma efetividade muito maior com menos danos do que antigamente.

Combinando a prevenção e os modernos tratamentos, a tendência é que a maioria dos casos de câncer acabem se tornando doenças crônicas em que teremos talvez não a cura mas sim o controle adequado, como hoje ocorre com a hipertensão arterial ou o diabetes mellitus, quando bem tratados.

Lembremos de um ponto fundamental, que faz toda a diferença: qualquer tratamento só ocorre quando a doença já se instalou. Sempre devemos priorizar a prevenção, atitude muito mais sábia e efetiva que tratar doenças já instaladas. Podemos tentar apagar um incêndio que já iniciou, ou tomar atitudes e cuidados para evitar que comecem. O que é preferível?

Todos nós, ao comprarmos um carro, cuidamos dele preventivamente, o levamos à todas revisões agendadas, qualquer ruído ou funcionamento estranho nos preocupamos e buscamos a causa. Como se explica que com nosso maior bem, a saúde, possamos ser tão negligentes?

Para encerrar, cito o estudo Grant Study of Adult Development, o mais longo estudo longitudinal (ao longo do tempo), iniciado em 1938, acompanhou por décadas a vida de mais de 200 homens, desde seus dias escolares. Por décadas este estudo foi coordenado pelo médico psiquiatra Dr. George Vaillant, que seguiu esses homens em suas oitava e nona décadas de vida, e demonstrou o papel preventivo e curativo do emocional, dos relacionamentos afetivos, reforçando que sempre podemos evoluir e buscar a saúde e a felicidade.

Também ele conclui que o crédito por um envelhecimento com saúde e vitalidade depende mais de nós mesmos do que da nossa hereditariedade. Cuide-se bem, seja saudável, ativo, positivo, conecte-se com os outros, ame muito, e aproveite a vida sua plenitude.

Dr. Roberto Debski é Médico (CRM SP 58806), Psicólogo (CRP/06 84803) e Diretor da Clínica Ser Integral, de Santos (SP). Site: www.serinttegral.com.br.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Roberto Debski
  • Postado em: quarta-feira, 29 jan 2020 10:02
Pixabay Pixabay

Então é 2020…e agora?

Resoluções feitas é hora de recomeçar e de realizar os planos e sejam quais forem, precisará de saúde para isto. Saúde física e mental, nada anda separado neste Universo, ninguém anda sozinho, nem mesmo nosso consciente e inconsciente, nem a razão existe sem a emoção, e não saberíamos o que é luz se não houvesse a escuridão, não é mesmo?

Antes de tudo, Feliz 2020!! Recebi, como todos nós, muitas e muitas mensagens lindas de Ano Novo, mas uma delas me chamou muita a atenção, ela veio de meu amigo, aluno e um psicólogo de destaque na região, Bruno Farias, e é este:

Texto de Mirta Medici, psicóloga argentina. "Não desejo a você um ano maravilhoso, onde tudo é bom. Esse é um pensamento mágico, infantil e utópico. Desejo que você seja encorajado a se olhar e a se amar como você é. Tenha amor próprio suficiente para travar muitas batalhas, e humildade em saber que existem batalhas impossíveis de vencer para aqueles que acham que não vale a pena lutar. Desejo que você aceite que existem realidades que não podem ser modificadas e que existem outras que, se você fugir do local da reclamação, poderá mudar. Deixe o "eu não posso" e reconheça o "eu não quero". Desejo que você ouça a sua verdade, e diga-a, com plena consciência de que é apenas a sua verdade, não a do outro. Que você se exponha ao que teme, porque é a única maneira de superar o medo. Que você aprenda a tolerar os "pontos negros" do outro, porque você também tem o seu, e isso cancela a possibilidade de reivindicar. Não se condene por estar errado; Você não é todo-poderoso. Cresça, onde e quando quiser. Não desejo que 2020 traga felicidade. Eu desejo que você seja feliz, seja qual for a realidade que você tem que viver "

Que isto tem com o contexto deste blog de saúde? SER FELIZ, ser feliz é saber se amar, sabendo se amar você se cuidará, cuidará do próximo e mais:

Sorrir movimenta, no mínimo, 12 músculos do rosto, gargalhar 24 e sorrir e falar 53;

Sorrir diminui a ansiedade;

Sorrir diminui a tensão física e psíquica;

Sorrir ajuda a controlar a pressão arterial:

Sorrir melhora o sono;

Sorrir traz cor à vida;

Sorrir traz alegria, que por sua vez turbina a intuição, a atenção e a criatividade;

Esta lista é infinita de benefícios e nenhum, nenhum contra benefício e melhor é gratuito e de fonte inesgotável.

Parece simples? A vida é para ser simples, mas complicamos às vezes por nos compararmos com os padrões instituídos de beleza, de sucesso, e de tantas coisas mais. Não se compare, não precisa. Todo dia, deste 2020, sorria pelo menos uma vez no seu dia, sorria para alguém que não conhece, sorria de você, sorria e transforme a vida.

Por hoje, meu sorriso de agradecimento a todos vocês e a alegria que não cabe dentro de mim de ter recebido a melhor notícia de uma mãe: - em 2020 eu serei vovó!!! Contagiante, não é? Espalhe a alegria para frente e para cima. Aí vamos nós!!!!!

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Elisabeth Victorazzi
  • Postado em: segunda-feira, 06 jan 2020 13:23Atualizado em: segunda-feira, 06 jan 2020 13:24
Pixabay Pixabay

Você quer manter o peso nas festas de final de ano? É possível... vem comigo!

Você pode achar que o grande vilão das inúmeras confraternizações de final de ano e as festas em si é a quantidade de comida que se consome, não é? Pois é, ajuda, mas não é não, é a bebida alcóolica ingerida e tudo o que ela trás agregado que detém este troféu.

Só para iniciar nosso assunto da semana e para os mais curiosos, aqui está o link de tabela de calorias dos principais drinks e bebidas consumidas: https://www.tabeladecalorias.net/alimento/bebidas-alcoolicas.

Olhando a tabela do link acima, pode-se pensar: - nem é tanta caloria assim, contudo, em geral não se toma apenas um copo de cerveja, uma taça de vinho ou um drink. Somando tudo, vai ficar uma conta bem alta de calorias consumidas. Sem falar que quando se bebe, em geral, se consome batatas fritas, pastelzinho, os famosos “belisquetes”. Esta conta vai ficar bem alta! Nem correr uma maratona vai empatar esta conta para que não engorde ao final das festas.

Sim, você pode manter seu peso! Já dizia o ex-presidente Obama: Yes, we can! Não pare de ler ainda, continua aqui para decidir o que fazer. Vou dar mais alguns argumentos para a decisão. Vamos em frente:

Você sabia que a bebida alcóolica tem uma quantidade de calorias chamada vazia? Ela não tem nenhum nutriente positivo e essencial à nossa sobrevivência, como proteína, carboidrato ou gordura. Tá engordando e perdendo a saúde à toa, sério? Imagino que a cabeça esteja neste ponto: - mas é tão bom beber! Solta, relaxa, tira timidez, faz bem para a alma... Vou beber. Está decidido, pronto! Está bem, é normal, mas continua um pouquinho mais para conhecer sobre o efeito das bebidas no nosso corpo.

Você sabe dos inúmeros efeitos negativos de se consumir bebidas? Eu te falo: Diminui o metabolismo, prejudica a absorção dos nutrientes ingeridos, sobrecarrega os rins e o intestino, baixa a imunidade, desidrata, provoca inchaço, ela se gruda com a gordura impedindo a queima da mesma e no dia seguinte deixa uma grande indisposição e uma ressaca, que em última análise, atrapalhará sua atividade física e mental.

Quando o álcool é metabolizado pelo fígado libera-se uma toxina e, desta maneira, a prioridade do corpo passa a ser metabolizar o álcool, deixando para depois as gorduras e os carboidratos ingeridos. Está entendendo o que acontece? O organismo está armazenando a gordura e se toda esta caloria, que virou gordura (principalmente no fígado, o que é muito ruim), não for gasta com atividades físicas para equilibrar a balança calórica, que já falamos em postagens anteriores, haverá um aumento de peso.

No entanto, se isto não convenceu e vai beber mesmo e sabemos, cá entre nós, que é praticamente impossível não se beber nesta época vai, o jeito é dar algumas dicas para diminuir os efeitos ruins que o consumo do álcool trás, vamos a elas:

1. Faça um planejamento de quanto vai beber e o que irá comer e siga o plano, fique firme, não abuse;

2. Evite comer frituras. Como disse, o álcool vai reter esta gordura e não será nada bom, não mesmo;

3. Dê preferência a comer proteínas durante o dia que irá beber. A bebida causa um CATABOLISMO, que é a quebra de nutrientes da proteína para obter energia, isto quer dizer que sua massa magra está sendo usada para digerir o consumo do álcool (Gordura em detrimento da massa magra – flacidez, celulite, barriga, etc, etc, etc);

4. Como a bebida causa desidratação, comece tomando água, e entre uma bebida e outra beba água, muita água;

5. Evite querer ser “o mais popular”, fique na sua e pense na sua saúde, no seu dia seguinte, no seu projeto de vida com qualidade, e pense se vale a pena beber muito e comer exageradamente;

6. Não quer pagar mico com os amigos, sendo o “certinho”? Deixe o copo de bebida cheio e enfeitando a mesa, brinde com alegria e se hidrate com água, ninguém nem vai perceber e você ficará ótimo.

Caso eu tenha conseguido fazer você questionar sobre se vai beber, ou o quanto vai beber, e, principalmente, se chegou até aqui lendo tudo isto eu proponho algo novo, faça algo diferente este ano, brinde e celebre a vida com água. Ela pode ser apenas gelada, com gelo e limão, com folhas de hortelã, com gengibre e limão. Há tantas maneiras refrescantes, picantes e saborosas. Isto será uma verdadeira virada, uma grande resolução de amor próprio e espiritualidade. É difícil, mas possível, pelo menos não exagerar, é totalmente possível!

A escolha sempre pode ser feita! Eu já faço a minha há muitos anos, e não vou mentir. Eu bebo vinho, não gosto de outra bebida, mas como fico logo zonza, uma taça é onde fico para poder curtir tudo e não falar bobagens e me tornar desagradável com minha “sinceridade” liberada pelo efeito que o álcool causa em mim e bebo água até sair pelas orelhas. Depois durmo como um anjinho e sem aumentar meu peso e perder minha massa magra, que na altura dos 56 anos já é quase um pote de ouro no fim do arco-íris.

Aproveitem com juízo um abraço apertado e até a semana que vem.


blog201912163933573.JPG

 

 

Leia Mais
Pixabay Pixabay

Projeto Verão para toda a vida – Abdominal “Sarado”

É de encher os olhos ver os modelos de revistas, youtubers e bloggers com aquelas barrigas brilhando de suor (na realidade óleo mesmo), bronzeados e cheios de gominhos, não é? Você quer uma igualzinha? Eu também, claro, quem não?

Agora, a realidade é que para chegar a este resultado há de se fazer mais do que os 10 minutos por dia, ou 5 exercícios diários, como se prometem por aí. Cuidado, não se engane, não existe resultado sem muito esforço e determinação, e pior, sem orientação adequada pode lesionar sua coluna e causar frustração por não obter os resultados como prometido.

Para se ter um abdominal “sarado”, não basta infinitos e diários exercícios, é necessário uma dieta balanceada, é necessário o acompanhamento de um profissional qualificado nas áreas física e nutricional e, principalmente, sua determinação em parar de beber bebidas alcóolicas, se sujeitar a dietas “questionáveis” a base de muita proteína e muitos suplementos que nem se sabe o que tem dentro destes preparos, é viver em função do corpo perfeito, pois é assim que eles ganham a vida, pois esta é a profissão deles.

Te pergunto agora, você realmente precisa deste abdômen cheio de gominhos, ou abdômen saudável estaria bom para você? Se sua resposta for sim... continue comigo, caso não, sugiro um cirurgião plástico e em seguida um personal e nutricionista para manter o corpo esculpido artificialmente.

Um abdômen saudável é um abdômen forte a ponto de sustentar a sua coluna desde a lombar até a sua torácica (o meio de suas costas), é compreender que é necessário, sim, colocar o abdômen para dentro e para cima o dia inteiro, seja em pé, sentado, deitado, não é para relaxar um minuto se quer. Abdômen saudável é fazer isto e ainda inspirar sem soltá-lo e expirar puxando ainda mais para dentro e para cima. Isto é possível? Sim e vamos começar agora, e garanto, se não desistir de fazer o que será ensinado aqui, este padrão se tornará automático e a sua coluna, seu corpo inteiro, inclusive pés e joelhos, irão sorrir e ao longo dos meses e anos, você terá um abdômen adequado e harmonioso com seu corpo e em sintonia com seus costumes alimentares, aqueles que te fazem felizes. Muito embora, na medida que se progride nos resultados físicos, a mente acompanha e a autoestima cresce.

Pronto para trabalhar sua massa muscular do abdômen? Sugiro um primeiro exercício para entender o que é colocar a barriga para dentro e para cima. Sente-se encostada em uma parede, e encoste suas costas inteira nela... ops!!! Ficou um buraco? Então é a hora, empurre a barriga lá para a parede, não deixe as costas (muito menos a lombar) e os ombros descolarem da parede, e para isto, vai precisar puxar a barriga para cima, mas ATENÇÃO, alivie a tensão do pescoço, mantenha somente a barriga contraída, muiiiiiiito contraída, e se parar para perceber o que está acontecendo com seu corpo verá que os glúteos (o bumbum) foram ativados e junto as coxas internas. Todo o trabalho de sustentação de sua coluna foi ativado por este simples movimento. Ufa! Intenso, não é? Porém, não terminamos ainda, agora inspire enquanto empurra o abdômen para dentro e para cima e expire, encolhendo mais ainda o abdômen para dentro e não pare, faça isto por pelo menos 10 inspirações e expirações bem profundas e longas, todos os dias e muitas vezes ao dia. Use sem restrição.

Com a consciência corporal de como devemos usar nosso abdômen para sustentar nossa coluna e para ser forte e com massa magra boa e consistente, faça isto o tempo todo, andando, sentada, descansando ou trabalhando, tomando sol ou dirigindo, segurando bolsa ou um bebê, pegando alguma coisa do chão ou empurrando qualquer coisa. Faça isto sempre com seu abdômen e não esqueça da respiração, ela ajudará no momento que o cansaço e o desânimo vierem.

Lembre que os melhores resultados são aqueles que conquistamos dia a dia com esforço e determinação. Pense que enquanto somos novos, o corpo aceita tudo, mas lá na frente este simples movimento dará a independência de movimento até o final de nossos dias nesta dimensão.

Um abraço apertado com a barriga lá para dentro e para cima!

blog201912946039.jpg

 

 

Leia Mais
Reprodução Reprodução

Bolsa de gelo ou de água quente? Veja a escolha certa para cada problema

Usadas para aliviar a dor em caso de lesão, inchaço ou cólica, as bolsas de água quente ou de gelo funcionam como analgésicos naturais, mas muita gente fica em dúvida entre a melhor escolha para cada problema. “É importante saber qual é a bolsa mais indicada, já que os dois tipos causam efeitos diferentes no corpo”, diz Adriano Ribeiro, farmacêutico da rede Extrafarma. Confira abaixo algumas dicas dadas pelos farmacêuticos e saiba a escolha certa para cada problema:

Bolsas de gelo
As bolsas de gelo devem ser preferencialmente usadas para aliviar inchaços e hematomas causados por pancadas e quedas ou lesões nas articulações, tendo maior efeito quando aplicadas até 48 horas após a lesão. Em caso de entorses, quanto mais rápida for a aplicação, melhor o resultado. “O gelo atua como anti-inflamatório, reduzindo sintomas como vermelhidão, inchaço e dor e ajudando a reduzir a extensão da lesão, quando aplicado imediatamente”, explica Adriano.

Bolsas de água quente
Já as bolsas de água quente devem ser usadas como alívio imediato para tensões musculares mais prolongadas, como torcicolo, e cólicas abdominais, comuns no período menstrual, já que o calor incentiva o relaxamento muscular. “Como o calor também promove a dilatação dos vasos sanguíneos, estimulando a circulação, a bolsa de água quente é indicada, ainda, em casos de lesões inflamadas com pus, como terçol ou furúnculos”, diz Ribeiro. Ao usar a bolsa de água quente, é importante ficar atento para a temperatura do líquido e o tempo de aplicação, para que o uso não resulte em queimaduras.

Combinação de quente e frio
Dependendo da situação, a técnica mais indicada não é nem com gelo, nem com água quente, mas sim utilizando a combinação dos dois.  Em caso de distensão muscular, alguns tipos de inflamações e dores de cabeça, causadas por tensão nervosa ou muscular, é recomendado o uso alternado de gelo e bolsa de água quente. Por meio das sequências de contração e dilatação dos vasos sanguíneos provocadas pela alternância de frio e calor, esse tipo de tratamento estimula a circulação sanguínea na região em que é aplicado. “Além de não trazer o alívio desejado para a dor, o uso incorreto de gelo e calor pode até mesmo agravar uma lesão, por isso é recomendável sempre buscar a orientação de um médico para estabelecer o tratamento adequado”, ressalta o farmacêutico.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Santaportal
  • Postado em: terça-feira, 03 dez 2019 12:32Atualizado em: terça-feira, 03 dez 2019 12:37
      Página Posterior >>
Sobre
Muito mais importante do que remediar é prevenir. Em saúde, este assunto é ainda mais importante. Aqui neste espaço você vai encontrar textos de gente que entende do assunto e promoção de uma vida saudável, no corpo e na mente.