Divulgação Divulgação

Haroldinho, o cachorrinho mais velho a ser adotado em Santos

Não é para perder as esperanças nunca! Aos 17 anos de idade, finalmente Haroldinho passará um natal em família. O vira-lata, que morou na Codevida durante dois anos, foi adotado pela família Fajardo, e agora vive em São Vicente com mais três irmãos de quatro patas.

A ação desta família tem um motivo especial, além do amor pelos bichinhos: os Fajardo também perderam um bulldog de 20 anos em abril. A lacuna de um animalzinho idoso em casa resultou no contato com a Codevida através das redes sociais. Monica Aparecida Fajardo, que é proprietária de uma escola de educação, perguntou: “Qual é o pet mais velhinho e com menos chances de adoção da casa?”. A resposta foi imediata: Haroldinho.

Além da idade avançada, o animal também possui problemas de pele e coluna, mas isso não foi empecilho no momento da adoção. A condição frágil também gerou um apelido carinhoso da família: “Banga”, que vem de “banguelo”.

“As pessoas precisam entender que a gente também vai ficar velho um dia, e ninguém quer envelhecer sozinho e em qualquer lugar. Todos merecemos carinho e conforto, inclusive os cães”, disse Monica.

O cão é extremamente dócil e apegado. Costuma pedir carinho e passar boa parte do dia no nicho do rack da sala. Já à noite, vai dormir com os donos. Agora, próximo ao natal, acaba de estrelar um ensaio temático na companhia dos irmãozinhos.

Na Codevida
Haroldinho foi resgatado pela Codevida no Centro de Santos, estava coberto por feridas, mal tinha pelos e quase não conseguia andar. “Ele é muito idoso e estava muito debilitado, não tinha o perfil dos animais que costumam ser adotados”, disse Leila Abreu, coordenadora da Codevida.

Cuidado com os fogos
Nesta época do ano, o abandono de animais de estimação cresce em média 30%. A coordenadora adverte que os donos de pets devem se programar para a virada do ano. Os animais possuem a audição extremamente sensível e se desnorteiam com facilidade. O ideal é não acorrentá-los e nem amarrá-los para eliminar o risco de enforcamento. Os pets devem permanecer em ambientes costumeiros, com janelas bem fechadas e, de preferência, com o cheiro do dono (no quarto, por exemplo).

Uma televisão com o volume um pouco mais alto que o de costume também pode ajudar. Sempre deixar um pote com água e certificar-se que não há objetos pontiagudos no cômodo. E, em hipótese alguma, deve-se levar os animais para assistir à queima de fogos.

blog201912191312897.jpgblog20191219132069.jpg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: quinta-feira, 19 dez 2019 15:13Atualizado em: quinta-feira, 19 dez 2019 20:15
Reprodução Reprodução

Caçadores de pererecas encontram espécie que anda em duas patas

NATUREZA - Pesquisadores do Rio de Janeiro que faziam uma expedição em busca de novas espécies em uma mata de Rondônia encontraram uma espécie rara capaz de, ao invés de pular como suas primas de outras espécies, caminhar em duas patas. É a Phyllomedusa Camba, um tipo de perereca que tem as patas de trás hiperdesenvolvidas e polegares e também é conhecida como Perereca Macaco.

Eles recolheram alguns exemplares da espécie para estudá-la. De acordo com os cientistas, essa perereca também consigue agarrar com mais facilidade as folhas e galhos durante o deslocamento pela floresta, o que faz com que seus movimentos sejam parecidos com o de macacos. No vídeo abaixo (falado em inglês) é possível ver o movimento dessa espécie tão particular de perereca... confira!


 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: quarta-feira, 18 dez 2019 16:59Atualizado em: quarta-feira, 18 dez 2019 17:04
Reprodução Reprodução

Baleia brinca com jogadores de rugbi no mar da Noruega; assista ao vídeo

Dois jogadores de rugbi da África do Sul tiveram uma experiência inesquecível no Ártico, recentemente: ao avistarem uma baleia que acompanhava o barco em que estavam, resolveram jogar uma bola de rugbi no mar, só para ver o que acontecia.

Para sua surpresa, o animal, que é considerado um dos mais inteligentes do mundo, foi atrás do objeto, o devolveu e ficou esperando que ele fosse jogado novamente, tal qual um cachorrinho com sua bola...

A baleia em questão, uma beluga, já tem nome: é Hval, mamífero que começou a ser avistado na região do oceano Ártico próxima à Noruega em abril deste ano e que, inclusive, suspeitava-se que fosse um fugitivo de experiências científicas russas, o que foi descartado pelas autoridades.

Fato é que as imagens da brincadeira viralizaram e conquistaram os fãs de bichinhos pelo mundo. Confira o vídeo:

blog2019122610294.jpeg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: segunda-feira, 02 dez 2019 11:01Atualizado em: segunda-feira, 02 dez 2019 11:04
PixaBay PixaBay

Cuidado: 42% dos donos de gatos negligenciam as visitas ao médico veterinário

Os donos de gatos têm deixado de lado os cuidados de levar o animal ao veterinário. Segundo pesquisa da Royal Canin, 42% dos tutores adiam as visitas ao profissional.

O número é preocupante, pois a visita ao médico veterinário é indispensável. De acordo com a pesquisa, os donos preferem procurar os sintomas do animal na internet, algo que coloca em risco a vida do pet.

Um dos grandes problemas que o tutor do animal usa para justificar a falta de cuidados veterinários é a tensão do gato ao sair de casa.

A pesquisa ainda indica que o principal motivo da tensão do animal é a falta de uma sala de espera específica para gatos. Trinta e cinco por cento dos gatos ficam tensos durante a consulta e, com a idade, a situação piora, pois acabam guardando experiências negativas relativas à situação.

Os gatos possuem uma característica perigosa: a grande maioria das doenças acometidas por eles são assintomáticas. Ou seja, são imperceptíveis aos olhos do dono, surgindo então a necessidade de exames laboratoriais.

É recomendado levar o pet ao médico veterinário pelo menos duas vezes ao ano, a fim de investigar possíveis problemas, vacinar e regular fatores do cotidiano como a alimentação e exercícios.

Após a visita, 82% dos donos afirmam seguir as dietas prescritas pelo veterinário e 92%, os tratamentos médicos necessários. 

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Amanda Oliver
  • Postado em: sexta-feira, 27 set 2019 07:32Atualizado em: sexta-feira, 27 set 2019 08:24
  • Gatos   Veterinário   menos visitas   
Pet: Peteca / Tutor: Mariana Costa Gama Pet: Peteca / Tutor: Mariana Costa Gama

Gatos sentem frio? Entenda como cuidar do seu pet no inverno!

Afinal, os gatos sentem frio? Sim! Os bichanos tem a temperatura corporal entre 38°C e 39°C, poucos graus acima da temperatura corporal humana.

O frio pode apresentar riscos para o seu pet, pois o mesmo fica suscetível a doenças, principalmente as respiratórias como a bronquite e gripe felina.

Os gatos não costumam apresentar sintomas quando está doente. Por isso, é necessário que o dono fique atento aos sintomas:

Sintomas da gripe:

  • Tosse;
  • Espirro;
  • Febre,
  • Olhos remelando

Sintomas da bronquite:

  • Tosse;
  • Perda de peso;
  • Apatia;
  • Dificuldade de respirar,
  • Perda de apetite

Os cuidados necessários são básicos. Os donos devem tomar cuidado com o ambiente em que o gato está - a tão comum “saidinha” pode ser prejudicial ao animal. A água deve estar sempre limpa e fresca, pois os felinos são exigentes neste assunto. Também é recomendado o uso de roupas, que podem ser compradas e qualquer petshop.

No inverno, a proliferação de fungos fica maior em função disso. Lembre-se sempre de limpar os comedouros e bebedouros dos animais para evitar possíveis doenças.

Mas fique calmo: especialistas acreditam que os gatos domésticos são originados de desertos e lugares áridos, podendo sentir calor na maior parte do tempo.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Amanda Oliver
  • Postado em: quarta-feira, 28 ago 2019 08:40Atualizado em: quinta-feira, 29 ago 2019 15:40
  • gatos   frio   
<< Página Anterior       Página Posterior >>
Sobre
Tudo sobre a saúde, alimentação, lazer e curiosidades sobre seu melhor amigo! Galeria de fotos dos pets mais bonitos. Informação e serviço você encontra aqui, no espaço perfeito para os bichinhos de estimação: Santa Pet!