Divulgação Divulgação

'It 2' é conclusão ridícula e decepcionante de um verdadeiro filmão de terror

Uma pena que os responsáveis pela conclusão de 'It', que chegou esta semana aos cinemas, tenham optado por fazer um filme que em certos momentos beire o ridículo. E quando não é ridículo é chato e repetitivo. Tudo o que havia de bom no primeiro filme foi esquecido aqui. Lá a história era puro Stephen King, uma narrativa sobre amizade, companheirismo, infância e, só no fundinho, sobre o palhaço assassino sobrenatural Pennywise.

Aqui, o filme se sustenta explorando à exaustão a sequência dos monstrinhos aparecendo e infernizando os protagonistas, eles se repetindo de que aquilo não é real e os monstrinhos desaparecendo. Uma. Duas. Três, quatro, cinco vezes. Cada hora em uma forma mas sempre com a mesma dinâmica.

E o pior: o filme é interminável. São três horas exatas de repetição em cima de repetição, de aparições nojentas, de vermes e de personagens bem difíceis de se gostar, por mais que tentem ligá-los às suas respectivas versões infantis.

A história, por incrível que pareça, é bem fiel ao livro (enorme, de mais de mil páginas): 27 anos depois dos acontecimentos do filme original, o sexteto volta à cidade de Derry para enfrentar novamente a criatura que a cada ciclo de 27 anos acorda de seu sono, sai dos subterrâneos da cidade e mata, da forma mais cruel e sanguinolenta, dezenas de vítimas.

No fim, a sensação é de um filme trash, de orçamento limitado (o que não é o caso) e que passou longe daquele alívio que foi o filme de 2017, que provou que a maldição das adaptações de Stephen King para o cinema (quase todas muito ruins, com exceções como Carrie e O Iluminado) poderia acabar. Livros do Stephen King, tal qual livros do Nelson Rodrigues, por mais sensacionais que sejam, raramente são bem adaptados.

De bom, ou pelo menos divertido, estão a participação do próprio autor da história, Stephen King, em uma cena engraçadinha sobre a venda de uma bicicleta, e os easter eggs espalhados durante o filme e que fazem referência a clássicos do horror, como o próprio O Iluminado e A Hora do Pesadelo.

Meu comentário em poucas linhas: It 2 se parece muito mais com aquele lixo de adaptação dos anos 80 do que com o filme de 2017. Como eu disse, uma pena. Eu queria gostar como gostei do primeiro, juro.

 

 

  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: segunda-feira, 16 set 2019 14:03Atualizado em: segunda-feira, 16 set 2019 14:21

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Cinema, música, literatura, séries de tevê e muito mais. As últimas notícias. Entrevistas com quem faz cultura. As resenhas dos filmes em cartaz e das séries do momento. Os livros mais legais. Tudo isso e muito mais você encontra aqui, no Santa Cultura!