Sylvio Ruiz relembra milésimo gol de Pelé que completa 46 anos na quinta-feira (19)


1484 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 19/11/2015 às 10:10 - alterado em 20/11/2015 às 12:05
Sylvio Ruiz relembra milésimo gol de Pelé que completa 46 anos na quinta-feira (19) Reprodução/ TV Cultura

MILÉSIMO GOL - O jornalista tem em sua profissão a oportunidade de presenciar grandes acontecimentos. E isso aconteceu com o repórter Sylvio Ruiz Massa em 19 de novembro de 1969. O integrante do programa Esporte por Esporte, da Santa Cecília TV, estava presente no estádio do Maracanã quando Pelé marcou seu milésimo gol como jogador de futebol.

Sempre fazendo a cobertura esportiva do Santos Futebol Clube na época, Sylvio, já trabalhou em diferentes rádios da Baixada Santista. E também exerceu a profissão no jornal Diário Popular levando informações exclusivas do Peixe para a publicação da Capital.

A marca alcançada por Pelé comemora nesta quinta-feira (19), 46 anos. Com o intuito de relembrar o que aconteceu naquela noite, Sylvio Ruiz que tem uma vasta carreira no jornalismo esportivo, fez um texto contando os detalhes do momento histórico. Abaixo o texto, na íntegra, “Foi Uma Festa”, autoria de Sylvio Ruiz, que estava no gramado acompanhando a partida de perto:

Quase 70 mil pessoas assistiram no Estádio do Maracanã, à noite,pela Taça de Prata, o Santos diante do Vasco, onde o nosso ‘rei’ ia fazer o gol histórico, o milésimo de sua carreira. Maravilha... O mundo esportivo viveu grandes momentos. Aos 34 do segundo tempo, ocorreu penalti. E, agitação foi geral: e muitos gritos, Santoooooos, Peléeeeee, choros, e muitos aplausos.

Houve invasão de repórteres, fotógrafos, e ele carregado nos ombros para a cobrança do penal.Eram profissionais de todo Brasil e do Exterior, imprensa estava lá,rádios de todo Brasil, como do exterior. Dificilmente será igualado na história do futebol.E improvisando, Pelé fez um apelo em favor das criancinhas pobres e dos necessitados no Brasil. Isto logo após o gol .Vencidos e vencedores. Vasco assim com :Andrada;Fidélis, Moacir, Fernando e Eberval; Bougleux e Renê; Arcelino(Raimundinho),Adilson,Benetti e Danilo Menezes (Sílvinho).

E, lá foi o moço de Baurú, (Três Corações) o filho de Dondinho (já faleceu), dona Celeste para o momento tão divino, o máximo: o gol, do "Rei", e marcado no segundo tempo, mas é bom lembrar que no primeiro periodo dava Vasco 1 a 0, gol de Beneti, aos 16 minutos: cruzou o lateral Fidelis para o aproveitamento de Benetti. Aguinaldo (goleiro, falhou). O capitão Carlos Alberto Torres, deu "força" ao goleiro.O lateral Rildo apoiava o camisa 1. Não podia perder o entusiasmo.Havia uma corrente forte,o coração estava na ponta das chuteiras.A raça era uma coisa só.Emocionante.

A Festa santista - O Vasco ficava nervoso, o "Peixe" apertava. Mas aos 34, eis o gol número 1.000 esperado por toda torcida brasileira. Clodoaldo passou por Eberval, entrou na área, na cobertura estavam Fernando e Renê, e um lance, alavanca faltosa de Fernando: Penalti!. PELÉ foi lá, e "faturou" no canto raso, na esquerda de Andrada. E, após a explosão de policiais, cronistas, torcedores que invadiram o gramado, eis que ele pede:"Antoninho não dá mais, vou sair"...O Edson chorou muito, foi emocionante.

E, depois o Santos ganhava por 2 a 1 .Os vencedores foram estes:Aguinaldo;Carlos Alberto Torres,Ramos Delgado, Djalma Dias(Joel Camargo) e Rildo; Clodoaldo e Lima; Manoel Maria, Edu, Pelé (Jair Bala) e Abel Verônico.Destes já faleceram: Ramos Delgado, Djalma Dias, Joel Camargo e Jair Bala.A grande maioria diz ter sido emocionante esta partida.

Detalhes - Árbitro : Manoel Amaro de Lima (Pernambuco)
Público:65.157
Renda: R$ 253.275,25.

Assistiram em casa (canal 5) do Dico, Gasolina ou Pelé, grudados na Tv -Colorado) ,na copa: Dondinho (pai), Celeste( mãe), Lúcia (irmã), Jorge (Tio),Zoca/irmão (hoje advogado, Dr.Jair), a vó e Rose (esposa), as cunhadas Isabel e Vera.

O primeiro gol, Pelé como profissional, ocorreu em Santo André, contra o Corinthians, local, era goleiro, Zaluar, em 1956, à tarde.