Pixabay Pixabay

Qual a diferença entre artrite e artrose e como a prática de exercícios pode ajudar

Embora ambas tenham comprometimento das articulações, elas são patologias muito diferentes. Se você recebeu um diagnóstico com uma delas, além de procurar um reumatologista, faça atividade física adequada para prevenir ou retardar o avanço das mesmas.

A artrite pode ter uma natureza genética, ou seja, passa de geração para geração da mesma família. A artrite ataca a membrana sinovial, que é o tecido que envolve as articulações e é responsável pela produção do líquido sinovial, responsável por lubrificar as juntas.

Quando este tecido é atacado por anticorpos a membra aumenta de volume, e assim inchada ela inflama e aquece a região. Se isto aumentar ou demorar muito para ser tratado, a quantidade de vasos sanguíneos aumentará e produzirá muito líquido (a gota) e entrará nas cavidades articulares, justamente onde estão as cartilagens. Neste líquido sinovial produzido pela inflamação existem enzimas que atacam as cartilagens. Portanto, se este quadro evolutivo da artrite demorar a ser diagnosticado e tratado, as cartilagens serão atingidas.

Já a artrose é o desgaste das cartilagens. Se tem uma articulação, tem cartilagem. Podemos dizer que a cartilagem é o “colchão de mola” entre dois ou mais ossos. A artrose ocorre pelo processo natural de envelhecimento, por volta dos 40 anos, ou por um trauma na região (lesão), sendo que a má postura também é uma das causas que levam à artrose. Quando estas cartilagens vão perdendo sua capacidade de suportar as cargas, elas vão sofrendo fissuras, ficam soltas nas articulações e geram um processo inflamatório.

Ambas causam dores nas articulações, a artrose principalmente nas mãos, joelhos, quadril e coluna e a artrite nos ombros, mãos, pés, cotovelo e joelho. A artrite deixa a região inchada e quente e a artrose é acompanhada da limitação dos movimentos pela perda da força muscular.

Sabendo disto, é possível prevenir ou retardar a presença destas duas patologias através de exercícios físicos que fortaleçam os músculos e os ligamentos, principalmente.

É fácil de saber se existem casos de artrites na família e o desgaste de envelhecimento é conhecido, o que tem a fazer é começar antes dos sintomas aparecerem. Cuidado, a atividade física ideal para ambos os casos é sem cargas excessivas e de impacto moderado para alto. Carga = peso (evite), impacto tem a ver com torque, e se sua atividade física não proporcionar impacto, seus ossos não serão fortes.

A atividade mais recomendada para estes casos é o pilates, treinamento de força resistida, calistenia, entre outros que desenvolvam a resistência e flexibilidade do corpo, sempre com profissionais altamente qualificados. Isto não quer dizer que não possa praticar as atividades que mais gostem, como futebol, tênis, surfar, etc., quer dizer que para continuar a faze-las com saúde e sem lesões há de se fortalecer os músculos e ligamentos antes ou paralelamente a estas atividades.

Para quem já está diante deste diagnostico, a prática mais assertiva é o pilates. Faça sem moderação, todos os dias se possível, mas se não der faça pelo menos duas vezes na semana.

Caminhar resolve? Infelizmente, não, mas caminhe, porque é bom para o coração, é bom para a vida, caminhe ao ar livre, beba muita água e seja bem feliz com saúde!

blog2019994645269.jpg

 

 

Leia Mais
     
Sobre
Muito mais importante do que remediar é prevenir. Em saúde, este assunto é ainda mais importante. Aqui neste espaço você vai encontrar textos de gente que entende do assunto e promoção de uma vida saudável, no corpo e na mente.